Páginas

sábado, 27 de outubro de 2012

Apreendidas camisetas no comitê do PT que fazem alusão ao uniforme da Polícia Federal


A Polícia Federal apreendeu 200 camisetas na manhã deste sábado (27) no comitê do candidato petista, Lúdio Cabral, com os dizeres ‘Federal’ (no peito) e “Apoio o movimento federal contra a corrupção” (nas mangas).

     As camisetas fazem alusão ao uniforme da Polícia Federal e foram apreendidas em diligência coordenada pelo delegado responsável por crimes eleitorais, Cristiano Nascimento, no 9º andar do Edifício Paiaguás - onde funciona um dos comitês da coligação PT/PMDB.

     Três pessoas foram ouvidas pelo delegado até o momento e nenhuma apresentou justificativas para a confecção das camisetas.

sexta-feira, 26 de outubro de 2012

Esposa de Lúdio e o golpe do beijo


Nos bastidores da política em Cuiabá comenta-se que a suposta chateação da mulher de Lúdio Cabral, candidato à prefeitura de Cuiabá pelo PT, não passa de um golpe de marketing.

     Virgínia Mendes, esposa do candidato Mauro Mendes também entendeu que a esposa de Lúdio potencializou o que aconteceu.

“Mauro nunca seria capaz de desrespeitar ninguém, não acredito nisso que ela está falando. Acredito que sim que houve exagero, ele é a paixão da minha vida e eu estou do lado dele. Mauro nunca seria capaz de desrespeitar nenhuma mulher, conheço ele há muitos anos então, acho que está sendo um drama da parte dela. Ela está usando isso para tentar fazer um drama que não é verdade”, rebateu.

     Com o intuito de acabar a discussão, Mendes pediu desculpas ao candidato, Lúdio Cabral pelo relato no terceiro debate da Rede Record, ocorrido na noite de ontem (22), quando Lúdio e Ana Regina, esposa do petista deram um selinho frente às câmeras.

     De acordo com Mendes, “ela deu um beijo no Lúdio, voltou-se pra mim e disse ‘morra de inveja’ ou algo parecido e eu disse ‘não tenho inveja minha esposa é muito mais bonita’”, fomentou Mendes.

Jornal do Onibus

Primeira Página

31,7 milhões de eleitores retornarão às urnas

De acordo com o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), a mudança trazida pelo início do horário de verão não vai interferir no andamento das eleições nem no funcionamento das urnas eletrônicas. Os equipamentos, segundo o tribunal, são programados para começar e encerrar a votação de acordo com o horário local de cada cidade. Dos 50 municípios brasileiros que irão às urnas no próximo domingo, para o segundo turno das eleições municipais, 37 estão na área de abrangência do horário de verão, que começou neste domingo. Moradores das regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste, mais o estado do Tocantins tiveram que adiantar seus relógios em uma hora. A diferença de horário só deve interferir no começo da apuração dos resultados, já que, nas cidades sem horário de verão – cujos moradores não adiantaram os relógios as urnas serão fechadas uma hora depois daquelas situadas em municípios que seguem o horário oficial de Brasília. Em algumas cidades, a diferença chegará a duas horas, caso de Porto Velho (RO), Rio Branco (AC) e Manaus (AM), que estão em um fuso horário diferente do de Brasília e não têm horário de verão. No próximo domingo, 31,7 milhões de eleitores, residentes em 50 cidades com mais de 200 mil votantes, retornarão às urnas. Dos 50 municípios, apenas três utilizarão a identificação biométrica: Curitiba (PR), Porto Velho (RO) e Jundiaí (SP). No primeiro turno, 299 cidades em 24 estados utilizaram o sistema, que identifica os votantes pelas impressões digitais

quinta-feira, 25 de outubro de 2012

Debate ou Novela?

Não cabe aqui analisar tipo de beijo ou emoção geradora, mesmo porque, o momento era de um debate politico-eleitoral, bem diferente de cena romântica de uma novela de televisão, mas por conta desse “beijo comemoraativo ou promocional”, ele terminou sendo o ponto alto do debate, muito mais valioso sobre ponto de vista propagandístico que as propostas e projetos para melhorar visual e vivência dos que moram em Cuiabá. Ludio e sua esposa representaram bem. Verdadeiros atores de novelas da nove. Quanto a atitude do oponente Mauro em fazer comparativo de beleza, realmente, motiva nas mulheres emoções as mais diferentes e, em dependendo da avaliação, gera até agressividade por parte da dependente de elogios. E foi por ai, que a não visualização do belo na esposa do Lúdio a levou ao desagrado emocional e psicológico. E ai a novela ou debate ganhou uma motivação acima das emoções esperadas pelo telespectador com relação aos beneficios que anunciam trazer para o povo de Cuiabá. Então! Foi um debate ou novela.....?

Política, politico e politicagem.....

Qualquer um sabe que “o homem é um ente politico por natureza”, mas daí chegar à politica sadia e à politicagem existe um percurso diferenciado de atos e comportamentos. E em sendo assim, cabe a cada um fazer a sua análise crítica comportamental do “homem político”. Nada melhor que propor essa análise em tempo de eleições, mesmo porque, a figura do homem como político se desvenda como verdadeiro político ou politiqueiro. Melhor dizendo: politicalha e politicagem. E a partir da exposição pública do homem como político poder-se ver verdadeiramente quem é quem. Estão ai dois candidatos disputando a Prefeitura de Cuiabá. Um eminentemente politico e outro politico-empresarial. Falar, discursar, prometer são assuntos de campanha, mas além disso tem-se o histórico de cada um, seja profissional ou político. E ai podemos observar que como médico, Lúdio sempre foi um político, pois está vereador há oito anos. Como político nunca colocou a medicina em primeiro lugar. E o Mauro Mendes tem sua história como empresário, mas como político, só empresariou com sucesso. Diante desse quadro o eleitor pode muito bem discernir com evidência qual dos dois pode fazer melhor serviço para o povo que vive em Cuiabá. O que embora médico, viveu da política ou o que embora empresário quer empresar a política?

segunda-feira, 22 de outubro de 2012

Plenário encerra votação quanto ao item da AP 470 sobre acusação de quadrilha

O Plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) concluiu nesta segunda-feira (22) a análise do item II da denúncia da Procuradoria Geral da República na Ação Penal 470, o qual discute a imputação do crime de formação de quadrilha (previsto no artigo 288 do Código Penal) aos réus ligados ao Partido dos Trabalhadores (José Dirceu, José Genoino e Delúbio Soares), às agências de publicidade SMP&B Comunicação e DNA Propaganda (Marcos Valério, Ramon Hollerbach, Cristiano Paz, Rogério Tolentino, Simone Vasconcelos e Geiza Dias) e ao Banco Rural (Kátia Rabello, José Roberto Salgado, Vinícius Samarane e Ayanna Tenório). Na última quinta-feira (18), o ministro Joaquim Barbosa (relator da AP 470) concluiu seu voto sobre formação de quadrilha e manifestou-se pela condenação quanto a esse delito dos réus José Dirceu, Delúbio Soares, José Genoino, Marcos Valério, Ramon Hollerbach, Cristiano Paz, Rogério Tolentino, Simone Vasconcelos, José Roberto Salgado, Kátia Rabello e Vinícius Samarane, e pela absolvição de Geiza Dias e Ayanna Tenório. Já o revisor da AP 470, ministro Ricardo Lewandowski, proferiu seu voto pela absolvição de todos os acusados de formação de quadrilha. Confira o voto dos demais ministros: Ministra Rosa Weber: acompanhou o ministro-revisor. Ministra Cármen Lúcia: acompanhou o ministro-revisor. Ministro Luiz Fux: acompanhou o ministro-relator. Ministro Dias Toffoli: acompanhou o ministro-revisor. Ministro Gilmar Mendes: acompanhou o ministro-relator. Ministro Marco Aurélio: votou pela condenação de José Dirceu, Delúbio Soares, José Genoino, Marcos Valério, Ramon Hollerbach, Cristiano Paz, Rogério Tolentino, Simone Vasconcelos, José Roberto Salgado, Kátia Rabello e Geiza Dias, e pela absolvição de Ayanna Tenório e Vinícius Samarane. Ministro Celso de Mello: acompanhou o ministro-relator. Ministro Ayres Britto: acompanhou o ministro-relator.

Nota Repúdio

O Fórum Sindical de MT repudia a postura dos deputados faltosos que não honram o mandato conferido pela sociedade mato-grossense. Os servidores estaduais aguardam por uma definição sobre o projeto de Lei Complementar que trata do auxílio saúde, que ainda não foi votado por falta de quórum. Apesar de termos ciência que esse e outros projetos importantes para a sociedade não serão aprovados antes do término eleitoral de 2012, iremos continuar acompanhando a postura dos deputados, anotando e registrando por meio de filmagens, quais deles permanecem nas sessões. Esperamos que a democracia esteja sendo cumprida totalmente com a presença de todos os deputados, já que são remunerados para isso, e que todos tenham a hombridade de se posicionar favorável ou contrário aos projetos de lei, enriquecendo os debates, sem usar de subterfúgios para se esquivar das decisões. Esperamos que a Assembleia Legislativa tome providências para que a sociedade não seja mais penalizada pela falta de quórum.

Política, politico e politicagem.....

Qualquer um sabe que “o homem é um ente politico por natureza”, mas daí chegar à politica sadia e à politicagem existe um percurso diferenciado de atos e comportamentos. E em sendo assim, cabe a cada um fazer a sua análise crítica comportamental do “homem político”. Nada melhor que propor essa análise em tempo de eleições, mesmo porque, a figura do homem como político se desvenda como verdadeiro político ou politiqueiro. Melhor dizendo: politicalha e politicagem. E a partir da exposição pública do homem como político poder-se ver verdadeiramente quem é quem. Estão ai dois candidatos disputando a Prefeitura de Cuiabá. Um eminentemente politico e outro politico-empresarial. Falar, discursar, prometer são assuntos de campanha, mas além disso tem-se o histórico de cada um, seja profissional ou político. E ai podemos observar que como médico, Lúdio sempre foi um político, pois está vereador há oito anos. Como político nunca colocou a medicina em primeiro lugar. E o Mauro Mendes tem sua história como empresário, mas como político, só empresariou com sucesso. Diante desse quadro o eleitor pode muito bem discernir com evidência qual dos dois pode fazer melhor serviço para o povo que vive em Cuiabá. O que embora médico, viveu da política ou o que embora empresário quer empresar a política?

segunda-feira, 20 de fevereiro de 2012


"Universo em que vivemos chegará ao fim", afirma físico

     Que o universo está em constante expansão, o mundo científico sabe há muito tempo. Agora, que essa expansão está se acelerando a cada dia e não diminuindo, é o ponto no qual tocou um dos teóricos mais respeitados do mundo atualmente, Michio Kaku. Em entrevista ao Terra e a outros jornalistas, Kaku afirmou que o universo em que a humanidade vive irá, sim, chegar ao fim. No entanto, não há motivos para desespero: daqui bilhões de anos, quando isso acontecer, o homem se mudará para outro universo.
     Achou complicado? Kaku explica: "é possível que existam muitos universos paralelos. É como se o nosso universo fosse uma bolha. É provável que existam outras bolhas ao redor", explicou o físico. "Quando este universo se congelar completamente, iremos viajar por 'saídas' que interligam esses universos e nos adaptar a outro local. A humanidade não está em perigo", falou, ao salientar que somente 4% do universo são átomos e que o restante é formado pela massa negra, "da qual o homem sabe muito pouco ainda".


Horóscopo
Se cuide. É hora de horoscopar
Áries - O seu relacionamento está indo para o brejo porque você engole muitos sapos e não sobra tempo para a perereca.
Touro - Você e seu par são ótimos na cama, mas já começam a brigar no caminho do bidê.
Gêmeos - Não transe com uma pessoa com dupla personalidade porque pode parecer bigamia.
Câncer - O seu par é uma pessoa que todo mundo gostaria de ter... Menos você.
Leão - Não ofenda os seus semelhantes porque esses ordinários não merecem a sua atenção.
Virgem -  Se você puder voltar como um bicho na próxima encarnação, não escolha o burro porque não vale repetir.
Libra -  Você está precisando de um sócio para abrir o seu negócio que estava fechadinho desde o último relacionamento.
Escorpião - Existem três tipos de pessoas: as bonitas, as inteligentes e as que gostam de você.
Sagitário - Você é aquele tipo de pessoa que tem um impecável mau gosto.
Capricórnio - Esteja sempre em união com a família e os amigos, porque a união faz açúcar.
Aquário - Você está se sentindo maravilhosamente bem? Não se preocupe, isso passa.
Peixes - A cerveja ainda pode lhe matar, principalmente se um caminhão da Antarctica lhe atropelar.

Recadinhos
Quem não escuta conselho, conselhoescuta ele
PEDIR PENSÃO - Pois é, Matilde, deu no que deu o que você tinha que dar. Eu bem que avisei: “não abra a perna nem para pular fio de água”. Agora é tarde! O negócio é arrumar pensão para cuidar do filho que vem. Do seu amigo Juju, Cophamil.
FICOU RICO – O Zé Vintém ficou rico de uma hora para outra, mas não demorou muito e amanheceu com a boca cheia de formiga. E todos amigos lamentaram: a vida é assim mesmo, é uma droga. Que deu o tenha Zé vintém. Do amigo Zé Bosta, Dom Aquino.
DANÇOU – Quem manda você dar bobeira. Agora é tarde, cara Nani Boquinha! Conselho não faltou. Todo mundo avisou para você que o cara era mala. Botou aliança, tirou a calcinha e ficou no mato olhando cobrinha. Ele se mandou. Agora é conformar. To aqui. É só vir. Tite Raposa, Bairro Cidade Verde.
SAUDADES – Dita Cuzcuz. Deu no que deu. Você abusou da sorte e hoje amarga a saudade, companheira da tristeza e amiga da boa lembrança. Tem nada não. Um dia a vida volta ao normal. Enquanto isso, o melhor é curtir a saudade. Do amigo Cascão. CPA III.
MÁGOA – Roberta, nunca é bom guardar mágoa. Você perdeu a parada. Também pudera! Mulher feia e pobre sofre numa disputa com mulher bonita. Nessa hora o coração não bate forte. Mas, um dia você encontra a alma gêmea. Do seu amigo Salvador. Bairro Cidade Alta.   


Dicas do Negão
Tem madame bebendo demais a danada da cachaça
Pensamento do Negão:
     Quem quer paz faz. Quem não quer faz, também!
Conselho do Negão:
     Dom Pedro II já dizia: “Para os abusos da liberdade de expressão, mais liberdade de expressão.”
Conversa de Bar:
      Aquele político é quem dizia: “Este país é muito louco ou fui eu quem fumei demais?”



MEDIDA PROVISÓRIA é o nome que se dá a um  apartamento muito visitado por homens públicos bastante conhecidos do público eleitor. Aquela respeitável senhora, dono do apartamento, me dizia que baixa tanto político no meu prive que acabei colocando o nome do meu estabelecimento de “Medida Provisória”.
MULHERES SILICONADAS  são encontradas com facilidade nos principais estabelecimentos comerciais da noite, na região da Praça Popular.
SURPRESA - "Pular a cerca não é traição". Surpreendente afirmação da psicanalista Regina Navarro Lins, em entrevista à "Brasília em Dia". (RD)
CONSTATAÇÃO - Existem não governamentais, mamando no governo
PINGA NIMIM" - O alto society de Cuiabá, quem diria, tem uma turma de mulheres cachaceiras. "Cachaceira" é modo de falar, mas é que as meninas se encontram regularmente para tomar cachaça. Que tal? Tem até nome. Na trilha-sonora, muito samba e velhos boleros.
TV MAIS, que fim levou essa tv dos irmãos Galindo?
PARA AQUELA MADAME – O  modelito do cós baixo só cabe nas pessoas longilíneas. Obesos e baixinhos não devem arriscar. Cintura baixa também não combina com tintura de cabelo, se é que picumã "acolorado" combine com alguma coisa...
SER COLUNISTA SOCIAL é o sonho de um amigo do Negão, mas ele precisa de algumas qualidade que não tem para exercer, com certa liberdade, a carreira. Só mesmo o tempo é quem dirá. 
POBREZA é entrar na loja perguntando os preços e dizer ao vendedor: só estou dando uma olhadinhas, volto mais tarde.

Apresentador de TV "arrebenta"    
     Maksuês Leite desmoraliza Silval Barbosa na TV e detona a possibilidade do governador ser cassado pela Assembléia Legislativa de Mato Grosso! Com contas a receber do Governo de MT, mergulhado numa crise financeira considerada grave (dívida alta com funcionários do grupo e até fornecedores), o ex-deputado estadual Maksuês Leite, desistiu da candidatura a prefeito de VG e hoje, segundo fonte do Cacetão Cuiabano, concentra suas baterias num "sarrafo diário" ao governador Silval Barbosa (PMDB), que por sinal vem recebendo porretadas de todos os lados, exceto daqueles veículos (de comunicação) que vem recebendo normalmente, por vias consideradas "alternativas".

     O bispo de Assis (SP), d. José Benedito Simão, presidente da Comissão pela Vida da regional Sul 1 (Estado de São Paulo) disse no sábado passado que nova ministra da Secretaria de Política para as Mulheres, Eleonora Menicucci, "é uma pessoa infeliz, mal-amada e irresponsável". Segundo o religioso, Menicucci adotou uma postura contra o povo e em favor da morte ao defender o aborto. O bispo também reclamou das declarações da ministra sobre as preferências sexuais de sua filha. A ministra não quis comentar o assunto.

Piada
Cansada das brincadeiras sobre sua burrice, a loira resolveu pintar o
cabelo de preto. Para comemorar o novo "look", foi dar uma volta de carro
pelo campo e lá encontrou um pastor de ovelhas.
- Bom dia, senhor pastor! Que lindo rebanho o senhor tem!
- Obrigado!
- Se eu acertar quantas ovelhas há em seu rebanho, eu ganho uma?
- Claro! Duvido que a senhora seja capaz!
- Sao 627!
- Impressionante! Esse é o numero exato de ovelhas do meu rebanho.
Pode escolher uma, ela é sua!
A loura olhou com atenção todas aquelas ovelhas macias e, depois de muito
acariciá-las, selecionou uma e a estava levando para o carro quando o
pastor chamou:
- Moça! Se eu adivinhar a cor original do seu cabelo, a senhora devolve o
meu cachorro?

sábado, 18 de fevereiro de 2012

Famílias de Nova Canãa trancam avenida
 contra despejo e para evitar tragédia

     A fumaça escura indicava o local do trancamento da avenida Palmiro Paes de Barros, na região do Grande Parque Cuiabá, na manhã de segunda (13). Das 8h às 8h40, moradores do bairro Jardim Nova Canãa usaram pneus queimados e barreira humana para fechar a pista. O que querem com esse protesto é reagir contra o despejo de 266 famílias que vivem no local há 2 anos e meio e evitar que sejam vítimas de uma “Pinheirinho 2”.
     O movimento está sendo chamado de carnaval da resistência.
     Desde domingo (12), as famílias ficaram acordadas em vigília porque tiveram informações extraoficiais de que o despejo ocorreria a qualquer momento.
      “O direito à moradia se conquista na luta”, dizia o cartaz do porteiro de prédio aposentado Mário Barbosa, 74 anos, que mora na ocupação urbana com a mulher, o irmão dela, que tem deficiência física, e um menino que ele pegou para criar desde os três anos. O menino foi registrado como filho. Com um salário mínimo, ele sustenta toda a família. Isso dá R$ 155,50 por mês para cada um deles comer, vestir, viver. “Juntei um dinheirinho para fazer um barraco de tábua e compensado para a gente morar e agora vem essa confusão de desapropriação”, diz ele, com medo da casa dele ser derrubada. Antes de se mudar para o Jardim Nova Canãa ele morava de aluguel. Perguntado sobre como fazia para conseguir pagar a conta, ele explica: “Apertava a barriga, passava necessidade para comer”. Nos últimos dias, Mário não consegue dormir, apreensivo.
     A empregada doméstica Alice Maia, 33 anos, mora no Jardim Nova Canãa com três filhas, de 10, 13 e 14 anos. É separada. Também morava de aluguel. Pagava cerca de R$ 200. “Esse era um dinheiro muito importante para mim. Eu tiro, como doméstica, uns quatrocentos contos por mês. Tenho mais o dinheiro do Bolsa Escola, que é R$ 130, então fica bem pesado para mim. Aqui não tem aluguel, mas mesmo assim é muita dificuldade. E agora com essa coisa de despejo eu te pergunto: Para onde a gente vai?” Alice está muito preocupada com o trauma das crianças. São cerca de 80 na comunidade.
     A representante do Movimento Nacional de Direitos Humanos, Dalete Soares, vai levar a preocupação com elas ao Conselho Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente (Conanda).
     O defensor Roberto Vaz Curvo, representante do Brasil na Corte Interamericana de Direitos Humanos, que fica na Costa Rica, também fará uma denúncia internacional sobre a situação em Nova Canãa.
      A doméstica Alice afirma que, no bairro em conflito, está todo mundo apavorado. “Nem bem governador, nem bem prefeito, deu nenhuma resposta para nós até agora. A gente esperava que eles fossem mais humildes com a gente, porque na hora de pedir voto eles vêm na porta da gente. E agora? Quem é por nós? A gente não tem para onde ir... Será que eles vão dar uma casinha de Cohab para nós ou será  que nós vamos ter que invadir?”
     Alice estudou até a quarta série, mas afirma que é uma pessoa atenta. “Eu sei que moradia é direito constitucional”.
     De fato. O artigo sexto da Constituição Federal dá direito à moradia a todos os brasileiros e brasileiras.
     “E onde que está esse nosso direito?”, pergunta Alice. “E os impostos que a gente paga em tudo, desde um palito de fósforo? Na hora que a gente precisa, todos viram as costas para nós? Nós temos direito de protestar, porque nós não somos cachorro”.
     Durante o trancamento da avenida, a Polícia Militar esteve presente. Conforme o comandante da operação, afirmou que a intenção era apenas “preservar a integridade dos manifestantes e das pessoas que estão circulando”. Segundo disse, “não há nenhuma data para cumprir a reintegração de posse”. Ele afirmou que a PM foi informada do protesto por caminhoneiros. “Conversei com algumas lideranças e o cunho deles é chamar a atenção das autoridades através da imprensa para saberem o que está acontecendo aqui”, comentou.
     Perguntado se como trabalhador se solidariza com as famílias em risco de despejo, esquivou-se. “Eu me abstenho de falar nesse sentido”.
     Após o protesto, caminhando pelo lamaçal do bairro provocado pelas últimas chuvas, os moradores chegaram a uma tenda azul sob a qual entraram em assembleia geral permanente.
     Na assembleia, a costureira Maria Neuci Maia, 62 anos,  estava entre outros moradores, atentos à conversa. Ela disse que o maior medo dela é derrubarem a casa que conseguiu construir novamente com muita dificuldade. “Já derrubaram minha casa uma vez aqui mesmo. Foi uma tristeza ver minhas coisas todas destruídas. Eu vi o Pinheirinho pela televisão, e sei o que é isso”.  Maria mora com o marido Osmiro Pereira Maia, 74.  “Nós só queremos um cantinho para morar”, explicou ela. O casal criou quatro filhos. “Eu costurando e meu marido ajudava, mas sempre doente do coração...Foi muito difícil. Mesmo assim, eduquei meus filhos dentro da honestidade, foi uma luta e agora, nessa idade, ainda tenho que lutar para ter onde morar”.
     O churrasqueiro Rogério Silva, 45 anos, é um dos fundadores do bairro Jardim Nova Canãa e é da liderança do movimento.  “Quando a gente chegou, aqui era só depósito de tudo que você pode imaginar. Desmanche de moto, estupro constatado, tráfico de drogas constatado e mato, uma selva louca, dificultando a moradia de quem vive aqui do lado”.
     Rogério, também conhecido como Careca, mora em Nova Canãa com a mulher e dois filhos, de 11 e 14 anos. “Maioria de nós aqui está totalmente carente”, lamenta. Passou mal? “Tem que jogar na loteria. Vai na Policlínica do Coxipó, que é a mais perto. Se você for atendido – maravilha -  acertou na loteria. Quando não, te mandam para outro buraco e daí você fica rodando”. Segundo ele, tem escola próxima e isso não é problema. Mas a iluminação é por meio de gambiarras. Outra coisa boa é que o lugar, que antes era violento, agora virou uma comunidade calma. “Como é bacana viver aqui, a gente pode ficar até altas horas assentado na porta de casa, conversando”.
     Careca está o tempo todo indignado. E explica por que: “É que esses fdp...só aparecem para a gente em época de campanha, depois somem. Nos gabinetes, você fica lá o dia inteirinho tomando cafezinho e água e não é atendido”.
     Os moradores, segundo ele, foram descartados pelo Governo do Estado, pela Prefeitura de Cuiabá e pela juíza Vandimara Galvão Ramos Paiva, titular da 21ª Vara Cível de Cuiabá, que concedeu, em agosto do ano passado, liminar de reintegração de posse ao suposto proprietário, Armindo Sebba Filho.
     Os moradores entendem que ele é suposto dono porque há contradições quanto à documentação da área.
      Conforme Careca, há documentos nos quais consta que o proprietário passou o terreno para oito pessoas numa data só. Então há indícios de irregularidades na área que precisam ser apuradas. “Mas a juíza insiste em nos tirar daqui. Eu gostaria de perguntar a ela: porque não temos um espaço para conversar com ela e explicar o que está acontecendo? Tenho dois anos e quatro meses canelando, para falar com autoridades, mas só tomo chá de cadeira”. (Por Keka Werneck)

sexta-feira, 17 de fevereiro de 2012

Análises desmedidas

 Gilmar Lisboa

     Como em toda véspera de eleição, opleito eleitoral deste ano em Várzea Grande tem tirado do armário dublês demarqueteiros políticos, pseudos analistas desta área e até fanfarrões que usamnomes de divindades espirituais e outras tantas do gênero para esboçar opiniões, sem qualquer nexo, sobre as chances deste ou aquele candidato de sedar bem nas urnas.
     Essas frágeis análises, em sua grandeparte, não passam de balela desses personagens, muitos deles atuando em favorde seus candidatos para, lá na frente, poderem usufruir, quem sabe, dasbenesses do poder.
     Os verdadeiros números, ou pelo menosaqueles que aproximam o atual momento político do que deve se concretizar lá nafrente, só vão começar a aparecer, e com grandes chances de coincidirem com oque pensa o eleitorado, depois das convenções partidárias de junho, quando ospartidos e alianças terão definido seus candidatos e os rumos que tomarão naseleições municipais.
     Enquanto isso, nomes como os dosenador Jaime Campos (DEM), por três vezes já prefeito de Várzea Grande e comgrandes chances de voltar a disputar o comando da cidade; Walace Guimarães eNico Baracat, ambos do PMDB; Wilson Grafitte e Julio Neto, a exemplo de Jaime,igualmente do DEM; e do prefeito Tião da Zaeli (PSD), sem contar outros demenor expressividade, se revezam de boca em boca dos que passam as horas usandoa matemática para tentar passar, aos menos avisados, previsões que, em muitos casos, não rimam com a realidade.
     Para o eleitor menos instruído, adica é que espere as convenções partidárias passarem e as pesquisas de opiniãode maior credibilidade saírem às ruas, para consolidar o seu desejo acerca dequem deverá merecer o seu voto nas urnas.
     Tomar decisões precipitadas acercadesse ou aquele candidato, baseado em análises precoces sobre o pleito deoutubro, é o mesmo que jogar na latrina, de forma antecipada, um voto que, sedecidido de forma mais consciente, poderá mudar a cambaleante e poucotransparente política que, há décadas, pune com ações distorcidas a populaçãovarzeagrandense.
* O autor do artigo é jornalista em Várzea Grande e editor-chefe do  blog "Política & Cia"  (www.gilmarlisboa.wordpress.com) e do jornal semanário Gazeta da Cidade, da mesma cidade.

Jovens x violência: Há, sim, soluções

Paolla Reis

     É triste relatar que de cada dez fatos com prática de violência, em Cuiabá, sete têm a participação de jovens com idade entre 13 e 24 anos. Segundo especialistas, esta triste estatística muitas vezes advém da falta de estrutura familiar, gravidez precoce, somando à pobreza, a ocorrência de abusos e maus tratos, a imersão no mundo das drogas, entre outras situações.
     O modelo de família considerado “ideal”, ainda transmitido e predominante em nossa cultura, é o da família tradicional com pai, mãe e filhos, mas esta não é a única forma de organização familiar existentes nos dias de hoje. A partir dos anos 80 novos modelos de família começam a emergir com as famílias monoparentais, por mulheres divorciadas, mães solteiras e viúvas.
     Passamos por modificações e reestruturações na organização familiar, num momento onde impera o individualismo, a globalização, o consumismo desenfreado, a nova ordem econômica mundial, as novas tecnologias e outros fatores que modificam as relações de trabalho, as relações pessoais e consequentemente as relações familiares.
     Mas mesmo com todas essas modificações na sociedade, conheço muitas famílias de pouco poder aquisitivo que criaram seus filhos longe das drogas e do crime.
     Verdade seja dita: é importante detectar as causas dessas violências, mas esse não deve ser o foco exclusivo. Focando em soluções, principalmente as já existentes, não há como não prestar atenção aos programas de governo federal (Bolsa Família, Projovem, PETI etc..), aos projetos desenvolvidos pela comunidade e igrejas.
     Para contribuir com o debate acerca dessa importante questão, quero compartilhar a excelente impressão que tive de um projeto que conheci recentemente e que acredito que contemple ideias e iniciativas fundamentais para minimizar esse grave problema social. Trata-se do projeto denominado “QUALIFICAÇÃO REMUNERADA”.
    Não é uma ideia nova, simplesmente ainda não ganhou o gosto dos gestores.             Adolescentes poderiam estudar em um período e se qualificar no outro. Em contrapartida receberiam salário mínimo. Este projeto poderia atender os jovens da 8° série ao 3° ano do Ensino Médio. Conversando com algumas pessoas sobre a ideia, algumas me disseram achar um salário muito. Sem pestanejar, respondi que é bem menos que todo estrago que vivemos. Violência urbana, dignidade dos envolvidos, a insegurança, enfim, valores que vão além do financeiro, valores morais, entre outros.      Assim, os exemplos não são poucos e estraçalham valores que vão além do financeiro. Acredito que, enquanto a tão sonhada educação em período integral não acontece, para todos, qualificação remunerada surge como uma importantíssima solução.
(Paolla Reis é gestora pública e assessora parlamentar do senador Pedro Taques).


Paulino F. Campos
      
     Como diria Boris Casoy, “Isto é uma vergonha!” A educação pública no Brasil só é boa (será?) para quem é rico. O rico estuda na escola privada (as melhores), depois vai para a universidade pública, que geralmente são as melhores.
     O pobre estuda na escola pública e, se conseguir terminar o segundo grau e quiser fazer alguma universidade, se vira na universidade particular ou, melhor dizendo, faculdade particular(caça-níqueis), se for capaz e conseguir pagar.
     O resultado é que a maioria nem tenta fazer uma faculdade. Razão tinha o então ministro da Educação Cristovam Buarque, quando defendia a federalização da Educação básica do Brasil para tentar corrigir os desníveis do ensino no País e, ainda mais, remunerar com mais dignidade os que trabalham na educação no Brasil.
     Nada disso aconteceu. Buarque foi demitido (por telefone), botaram lá um garotão que o Brasil nem sabia quem era, e o governo optou por “programas” que lhe deem respostas imediatas para fins eleitoreiros, mas o País continua com uma educação precária.
     Quando será que teremos um estadista à testa dos destinos do Brasil? A julgar pelo nível de consciência política que nosso povo tem, nunca chegaremos lá. Afinal cada um que chega ao poder, vem financiado pelos mesmos grupos de interesses pessoas ou empresariais. Assim, não vamos a lugar nenhum.

Carlos Newton
     As trapalhadas com a privatização dos três aeroportos foram tão graves que o governo imediatamente desistiu de privatizar os outros. Logo após os leilões, o ministro da Fazenda, Guido Mantega, se apressou em anunciar que a concessão à iniciativa privada de outros aeroportos está descartada.
     Mantega negou que o governo pretenda privatizar os aeroportos internacionais do Rio de Janeiro (Galeão-Tom Jobim) e de Confins, em Minas Gerais. O ministro também assegurou que não está em estudo a transferência de aeroportos regionais para estados e municípios. “Vamos consolidar aquilo que está sendo feito”, justificou.
O ministro descartou ainda a possibilidade de os R$ 24,5 bilhões obtidos pelo governo no leilão de outorgas dos aeroportos de Brasília, Guarulhos e Campinas serem usados para reforçar o superávit primário, que é a economia de recursos que o governo faz para pagar os juros da dívida pública. Apesar de, em tese, o dinheiro poder ser empregado na ampliação do esforço fiscal, o ministro garantiu que os recursos financiarão investimentos nos terminais aéreos do país nos próximos anos.


quinta-feira, 16 de fevereiro de 2012

Novo julgamento dos pistoleiros Hércules e Célio  (Pág. 3)

A decadência da educação   (Pág. 2)

(foto)
A reação dos moradores de Nova Canãa    (Pág 9)

CPA sem saúde e segurança  (Pág. 4)

Salário inicial de pedreiro
no País pode ir a R$ 1.500           (Pág. 12)

Bilhete único pode ser fraudado  (Pág. 7)


Aposentadoria integral por
invalidez para servidores públicos      (Pág. 5)


O tédio crônico no trabalho   (Pág.8)

MTU cadastra mais de 28 mil estudantes   (Pág. 8)

Evangélicos se rebelam contra ministro    (Pág. 11)


(foto)
Picada de abelha
Faz homem vira mulher   (Pág. 15)


(foto)
Rafael Nadal e Bar Refaeli posaram para a revista americana Sports Illustrated.

domingo, 12 de fevereiro de 2012

Marmitex dos presos
e salgados dos deputados
     Outro dia, no seu programa Cadeia Neles, o deputado e radialista Walter Rabello, critocou com firmeza  o desperdiço de marmitex por parte do sistema penitenciário de Mato Grosso e, lembrou dos que passam fome, não têm o que comer. Certo Rabello! Mas, o deputado e radialista deve criticar, também, o excesso de salgadinhos que nutre exageradamente, as panças dos deputados estaduais, nos seus lanches. Cortando metade da despesa com lanche dos deputados o resto dá de alimentar umas duzentas pessoas famintas por dia. Gente que vive por ai, na miséria, na rua...Aliás, o povo gostaria de saber quem fornece esses salgados para a Assembléia e de quanto é o custo?!..... 

A vida é uma peça de teatro que não permite ensaios. Por isso, cante, chore, dance, ria e viva intensamente, antes que a cortina se feche e a peça termine sem aplausos.Charles Chaplin

Júlio Pinheiro está na lista
dos “fichas sujas” pelo TRT

     Em decisão unânime, o Pleno do Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso negou provimento ao recurso eleitoral interposto pelo candidato a vereador nas eleições municipais de 2008, e atual presidente da Câmara de vereadores de Cuiabá, Júlio Pinheiro, que recorreu da decisão de Primeiro Grau que reprovou as contas da sua campanha eleitoral.
     As contas foram reprovadas pelo juiz eleitoral da 39ª Zona Eleitoral, em decorrência de atraso na abertura de conta corrente exclusiva para a campanha e, ainda, pela não comprovação de um gasto, oficialmente contabilizado, de 200 litros de combustíveis, recebidos como doação de campanha do Partido dos Trabalhadores.
     O voto do relator do recurso, o juiz Pedro Francisco da Silva, chegou a desconsiderar, como justificativa para a reprovação, o atraso na abertura da conta corrente em banco, indicando inclusive outras decisões do TRE que aprovaram, com ressalvas, contas de campanha de candidatos que atrasaram na abertura da movimentação bancária oficial.
     O único motivo que sustentou a rejeição do recurso, tido como insanável, foi a não comprovação do destino dado aos 200 litros de combustíveis, que foram formalmente doados à campanha do candidato.
     Em sustentação oral, a defesa do candidato justificou o gasto com combustíveis reforçando a tese inicialmente defendida em Primeira Instância, de que a gasolina teria sido doada a simpatizantes da campanha que teriam feito uma divulgação voluntária para o candidato.
     'O Recorrente alegou que diversas requisições de combustíveis foram distribuídas a várias pessoas que prestaram serviço à sua campanha. Mas não indica quem seriam essas pessoas, tampouco traz aos autos contrato de prestação de serviço que justificaria essa suposta distribuição de vales-combustível" declarou o juiz Pedro Francisco em seu voto.


PSD está com muita “conversinha”
para entregar cargos ao governo

    Uma outra conversa. Agora o Partido Social-Democrata (PSD) promete entregar oficialmente os cargos que possui no governo do Estado até o dia 1º de março. Diferente das últimas declarações a respeito do assunto, “a decisão foi tomada na última segunda-feira (6), durante reunião das executivas Estadual e Municipal realizada na residência no primeiro-secretário da sigla e presidente da Assembleia Legislativa, deputado José Riva”.
     Agora, segundo Riva, o chefe do partido, em Mato Grosso,  “a decisão é definitiva e que o partido não recuará em hipótese alguma. Digo e repito: não queremos cargos, queremos uma reforma administrativa”.
     Para analistas políticos, na verdade, o que Riva está querendo é ser “um governador paralelo”. Uma hora ele diz uma coisa e na outra já vem com outra conversa.
     O governador Silval Barbosa diz qque  “Ainda não avaliei o conteúdo da carta, nem fez uma avaliação sobre ela, mas não está levando o assunto muito à sério, já que Riva vem de há muito com essa conversa e não tomar uma posição autêntica e verdadeira.
.

“Mentem, sobretudo, impune/mente. Não mentem tristes. Alegremente mentem. Mentem tão nacional/mente que acham que mentindo história afora, vão enganar a morte eterna/mente.” (Do poema “A implosão da mentira”, de Affonso Romano de Sant’Anna, escrito em 1980)



segunda-feira, 6 de fevereiro de 2012

Testes seletivos não interferirão no
chamamento dos aprovados no Concurso

     A Prefeitura de Várzea Grande por meio da Secretaria de Administração informa aos aprovados no concurso público municipal que não há motivos para se preocuparem quanto a efetivação desses profissionais, a homologação final do concurso será feita até o inicio da próxima semana. A realização do concurso público é resultado de um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) entre a prefeitura e o Ministério Público. 
     Segundo Antonio Roberto Possas de Carvalho a aplicação de testes seletivos para os profissionais na área de educação e saúde nada mais é do que um cadastro reserva, para possíveis vagas de profissionais que necessitam se afastar da função por motivos pessoais ou médicos. “O cadastro desses profissionais fica reservado, no caso de necessidade eles são convocados para substituir esses servidores”, declarou. “O teste seletivo não substitui o concurso público”.
     Ainda segundo ele o teste seletivo é orientação do Tribunal de Contas do Estado (TCE)  para a contratação temporária de servidores.
     Ao contrário do que foi divulgado no próprio site da prefeitura no dia 25 de janeiro, o resultado do concurso público foi apenas divulgado e não homologado. Segundo Roberto a homologação só é feita após o período aberto para recursos dos candidatos e a assinatura do prefeito Sebastião dos Reis Gonçalves.
     A expectativa é que o resultado seja homologado até o inicio da próxima semana e posteriormente os candidatos sejam convocado para apresentar a documentação exigida conforme o edital nº. 001/2011/ PMVG/MT, de 21 de setembro de 2011. (Aline Francisco)



Lei Seca poderá enquadrar  motorista mesmo sem o bafômetro
     Em breve, o condutor embriagado que for parado em uma blitz e se recusar a soprar o bafômetro poderá ser enquadrado na chamada “Lei Seca”. Isto porque um projeto de lei substitutivo que está sendo analisado pela Câmara dos Deputados deixa de considerar a quantidade de álcool no sangue como a única prova válida contra uma pessoa alcoolizada. A partir da aprovação, a legislação permitirá que testemunhos, imagens, vídeos e exames clínicos sejam admitidos como evidências possíveis para a comprovação do estado de um condutor. Segundo o deputado federal Hugo Leal (PSC-RJ), que comanda a mudança do texto em parceria com o Ministério da Justiça, uma comissão mista no Congresso pode ser montada logo no início da volta do recesso legislativo, e a aprovação concluída em três meses.
Oportunidade de aumento na renda familiar

     A oportunidade de ampliação na renda familiar para possibilitar melhores condições de vida à população é um dos pontos positivos do Curso de Culinária promovido pelo Grupo Modelo, que teve a sua segunda aula do ano realizada no dia 21 de janeiro, na Igreja Assembleia de Deus, no bairro Jardim Independência, em Cuiabá.
Ao todo, 37 pessoas participaram da segunda aula do curso que teve como tema “Aprender a fazer pães”, sob o comando da culinarista Márcia Mesquita. 
     De acordo com a participante do curso, a profissional autônoma Rosemeire Batista, a oportunidade oferecida pelo Modelo proporciona que as pessoas possam aprender novas habilidades e ampliar a renda familiar. “Foi uma aula ótima, pois aprendemos na prática a fazer pães de queijo. Quando fiquei sabendo da realização do curso no bairro, tomei a decisão de participar porque tenho a intenção de vender pães. Com o aprendizado, posso ajudar o meu esposo financeiramente no lar”, argumentou.
     A primeira aula foi realizada no dia 12 de janeiro, na Associação dos Moradores do bairro 1° de Março.

Piada
     Uma porção de políticos viajava em um avião, quando o capeta aparece de repente e anuncia que vai derrubá-lo.
     Foi um corre-corre danado. Em discursos inflamados, deputados declaravam que seria uma perda irreparável para o país, senadores suplicavam por compaixão, líderes se diziam injustiçados.
     Mas nada disso comovia o diabo. Até que, em determinado momento, JR pediu a palavra, levantou-se, cochichou algo no ouvido de Satã e este último finalmente resolveu reconsiderar a sua decisão e saiu se desculpando. Curiosos e aliviados, os políticos foram ter com JR:
- O que foi que Vossa Excelência disse ao capeta?
- Eu disse apenas que Cuiabá tem prefeito, mas quem manda lá sou eu; Mato Grosso  tem governador, mas quem manda lá sou eu......; e enfatizei: "O senhor não se iluda, quando morrer vou direto para o inferno!"
O chinês Wang Youping, de 34anos não abre a boca há 21 anos, devido a deformidade de sua língua, que mede 25 centímetros deextensão, dez de largura e sete de espessura. Por causa da deformidade, osvasos sanguíneos do local podem se romper e causar uma hemorragia grave, comrisco de morte.

(texto legenda)
     Aos seis anos de idade, alíngua de Youping começou a inchar. Aos 13, chegou a um ponto em que ele nãoconseguia mais comer normalmente, respirar de forma confortável ou falar comclareza. Os seus dentes ainda ficaram pressionados e a doença causou umadeformidade em todo o rosto.
     Wang chegou a ir atrás devários hospitais de renome na China, para buscar solução e tratamento. Mas suacondição era muito complexa e não há muito que se fazer. Após vários exames no4º Hospital Militar do país asiático, Youping fará uma cirurgia para diminuir otamanho da língua e voltar a viver normalmente.
     Porém, a realização doprocedimento é delicada e o chinês deverá entrar na sala de cirurgia daqui trêsanos ainda. Durante este tempo, o hospital planeja fazer cinco operações diferentespara tentar amenizar o problema.

sábado, 4 de fevereiro de 2012





Políticos voltam a trabalhar nesta quinta-feira

     Não só o Congresso Nacional, como Câmaras, Assembléias, iniciarão o ano legislativo nesta quinta-feira (2), sem votações ou audiências públicas previstas.
     O ano legislativo terá votações polêmicas, como o projeto do novo Código Florestal, para ser votado de modo conclusivo na Câmara depois de ter sido aprovado pela própria Casa em maio de 2011 e pelo Senado em dezembro. O tema ainda desperta posições divididas e inflamadas entre os parlamentares ligados ao agronegócio e a ambientalistas. A votação tem previsão de votação até a primeira semana de março.
     A Lei Geral da Copa está entre as pautas a serem deliberadas. O projeto definirá responsabilidades e mudanças na legislação a serem aplicadas no campeonato mundial de futebol, programado par a2014. Entre os pontos mais polêmicos, estão a venda de bebida alcoólica dentro do estádios durante a competição – prática proibida, conforme o Estatuto do Torcedor – e a venda de parte dos ingressos a preços populares.
     Uma divisão uniforme da arrecadação dos royalties do petróleo também está prevista para ser votada. A proposta levanta polêmica por alguns estados, principais produtores do mineral, não aceitarem diminuir sua arrecadação com a possível divisão.
     A agenda legislativa rotineira deve começar somente após o Carnaval, que termina em 21 de fevereiro. A rigor, as eleições municipais não deveriam influenciar a agenda do Congresso, no entanto, é certo que ocorrerá a diminuição no ritmo das atividades, nos dois meses que antecedem o pleito de outubro, o chamado recesso branco. Pela Constituição, somente os deputados e senadores candidatos em eleições municipais devem se licenciar do mandato para a campanha. (Agência Câmara)

História
     Há dez anos atrás, no dia 2 de fevereiro de 1902 os jornais abriam as seguintes manchetes:
PSB luta para manter bancada na AL     Partido, que elegeu um só deputado em 1998, hoje tem três parlamentares e o desafio de reelegê-los
ENERGÚMENOS”
Dante desqualifica a oposição
     O governador Dante de Oliveira (PSDB) chamou ontem seus adversários políticos de “energúmenos”, afirmando que tentaram jogar a sociedade contra o Governo ao afirmarem que ele pretendia acabar com a Universidade Estadual de Mato Grosso (Unemat). O termo pejorativo foi considerado pelo governador como um “desabafo” durante entrevista coletiva para falar sobre medidas que pretende tomar a respeito da universidade.
França anuncia pacote de obras     O prefeito Roberto França (PPS) anunciou ontem que pretende inaugurar mais de 50 obras civis e 20 de infra-estrutura até o dia três de abril, quando deve se desincompatibilizar da prefeitura para concorrer às eleições ao Governo do Estado. A informação é da sua assessoria. Neste período de menos de dois meses, a contar do carnaval até a desincompatibilização, o prefeito cuiabano deve lançar, ainda, outras quarenta obras, que serão administradas já pelo novo prefeito, Luiz Soares.



Brasil ainda pode ter 50 mil em condições de escravidão
Por: Agência Brasil, com edição de Lílian Beraldo
Brasília – O coordenador da Campanha Nacional de Combate ao Trabalho Escravo, vinculado ao Ministério Público do Trabalho, frei Xavier Plassat, estima que, no país, haja de 20 a 50 mil pessoas exercendo atividades em condições análogas à escravidão.
"Na verdade, libertar escravos não basta para acabar com o problema, mas o Brasil está mostrando uma boa capacidade em atacar a questão, por meio de um grupo móvel de fiscalização bem eficiente. Mas [infelizmente, o governo] não consegue apurar todas as denúncias porque o território é muito grande", disse Xavier. As declarações foram dadas durante debate no programa Revista Brasil, da Rádio Nacional, na última sexta-feira (27), véspera do Dia de Combate ao Trabalho Escravo.
Xavier acrescentou ainda que entre as agravantes do problema estão a pobreza e a miséria. No Brasil, muitas famílias ainda vivem nessa situação, lembrou o frei. "Sem condições ideais de trabalho, as pessoas se submetem à exploração."
"[Essas pessoas] tiveram apenas os direitos básicos assegurados. Na hora de pegar um serviço, pegam qualquer um. Para essas pessoas isso é melhor que nada. [Mas] acabam sendo levadas para uma situação de impunidade, [movida pela] ganância e miséria. Temos aí um conjunto que precisa ser atacado, se não a gente não resolve o problema", disse Xavier.
O coordenador nacional da Frente Parlamentar Mista de Erradicação do Trabalho Escravo, o deputado Domingos Dutra (PT- MA), defendeu a aprovação imediata da Proposta de Emenda Constitucional 438/2001, conhecida como PEC do Trabalho Escravo, determinando que a área onde for flagrado trabalho escravo seja desapropriada para fins de reforma agrária.

Piada
Dois velhos amigos se encontram:
-Como vai o novo casamento? - Pergunta o primeiro.
-Rapaz, nem te conto! Minha mulher é uma fera na cama, fazemos amor de tudo quanto é jeito. E você?
-Ultimamente eu e minha mulher só fazemos estilo cachorrinho.
-Já sei! Você pega ela por trás?
-Não exatamente! Eu fico sentado com cara de coitado e ela deita e se
finge de morta!